Escola de Governo

Desenvolvimento, Democracia Participativa, Direitos Humanos, Ética na Política, Valores Republicanos.

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Ciclo de Diálogos: O lugar do povo soberano

E-mail Imprimir

Segue o link para a inscrição no Ciclo de diálogos : O lugar do povo soberano: https://goo.gl/miRi6A. Também estarão disponíveis inscrições no local. Que venha o Ciclo de diálogos!!!

 

Fiscais encontram 118 crianças em piores formas de trabalho infantil em Roraima

E-mail Imprimir

Da Agência Brasil

O Grupo Especial de Combate ao Trabalho Infantil do Ministério do Trabalho encontrou, durante uma operação em Roraima, 118 crianças e adolescentes trabalhando em atividades listadas como algumas das piores formas de trabalho infantil, por serem prejudiciais à saúde e à segurança das crianças.

A operação foi realizada em feiras públicas, carvoarias e no aterro sanitário da cidade, onde foram encontradas 13 crianças trabalhando na coleta dos dejetos.

Pela gravidade da situação verificada no lixão onde as crianças foram flagradas nas atividades ilegais, o Grupo Especial optou pela interdição do local, emitindo pedido de providência imediata à Sanepav Ambiental, empresa responsável pela administração do espaço. Foram emitidos termos de afastamento imediato das crianças encontradas em situação de grave risco, além de 12 autos de infração relacionados às Normas de Segurança e Saúde.

Também foram inspecionadas as feiras livres do Pintolândia, dos Garimpeiros e dos Produtores. Em todas foi constatada a presença de crianças em atividade laboral. A operação foi finalizada hoje (11), com a apresentação dos resultados em uma reunião com autoridades locais.

Edição: Luana Lourenço

 

Para garantir o direito à cidade é preciso “pensar fora da caixa”

E-mail Imprimir

Mesa-redonda “O mundo da resiliência” contou com as participações do coordenador-geral da Rede Nossa São Paulo, Jorge Abrahão, e da arquiteta e urbanista Bete França

Fonte: CAU/BR - Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil

A democratização da cidade e a universalização dos serviços públicos a 11,4 milhões de pessoas que vivem nas favelas brasileiras, segundo o Censo 2010 do IBGE, foi a tônica da mesa-redonda “O mundo da resiliência”, ocorrida no último domingo (8/10), no Rio de Janeiro.

 

Rede Nossa São Paulo lança nova versão do Mapa da Desigualdade da Cidade

E-mail Imprimir

Dados atualizados e diferença entre o melhor e o pior distrito da capital paulista em cada um dos indicadores pesquisados serão divulgados no dia 24/10

Por Airton Goes, da Rede Nossa São Paulo

Qual o tempo médio que uma criança demora para conseguir vaga em creche em cada região da cidade? Em qual distrito essa espera é mais longa e onde é mais rápida? As respostas para essas e outras perguntas importantes relacionadas às enormes desigualdades na capital paulista serão divulgadas no próximo dia 24 de outubro.

É nesse dia que a Rede Nossa São Paulo lançará a nova versão do Mapa da Desigualdade da Cidade. Aberto à participação de todas as organizações e pessoas interessadas, o evento será realizado no auditório da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) – organização que apoia a iniciativa –, das 9h30 às 12h00.

 

MANIFESTO

E-mail Imprimir

“Defender Paulo Freire como ‘Patrono da Educação Brasileira’ é defender nossa produção intelectual, a boa prática pedagógica e o próprio Brasil.”

“Não posso ser professor a favor simplesmente do homem ou da humanidade, frase de uma vaguidade demasiado contrastante com a concretude da prática educativa. Sou professor a favor da decência contra o despudor, a favor da liberdade contra o autoritarismo, da autoridade contra a licenciosidade, da democracia contra a ditadura de direita ou de esquerda. Sou professor a favor da luta constante contra qualquer forma de discriminação, contra a dominação econômica dos indivíduos ou das classes sociais.” (Paulo Freire, em Pedagogia da Autonomia)

“O que não é possível na prática democrática, é que o professor ou a professora, sub-repticiamente, ou não, imponha aos alunos sua ‘leitura de mundo’, em cujo marco situa o ensino do conteúdo. Combater o autoritarismo de direita ou de esquerda não me leva, contudo, à impossível neutralidade que não é outra coisa senão a maneira manhosa com que se procura esconder a opção.” (Paulo Freire, em Pedagogia da Esperança)

São Paulo, 16 de outubro de 2017.

Movimentos ultraconservadores querem tirar de Paulo Freire o título de “Patrono da Educação Brasileira”. As signatárias e os signatários deste Manifesto expressam sua contrariedade perante tamanha injustiça, fruto do desconhecimento da pedagogia como ciência, da História da Educação e da própria História do Brasil.

Para quem desconhece os fatos, é necessário apresentar, brevemente, quem foi Paulo Freire.

Paulo Freire é o pensador brasileiro mais reconhecido no mundo, sendo considerado um dos maiores educadores da História. Como cidadão, sonhou em alfabetizar todas as brasileiras e todos os brasileiros, criando a principal proposta emancipadora de Educação de Jovens e Adultos, na perspectiva da Educação Popular e da Educação como Direito Humano.

Paulo Freire foi, essencialmente, um homem generoso e coerente. Sua produção teórica e leitura de mundo alimentaram sua prática cidadã e política – e por elas foram alimentadas. Criador de uma pedagogia viva, concebeu a educação como apropriação da cultura, e teorizou uma prática pedagógica alicerçada na conscientização das cidadãs e dos cidadãos por meio do diálogo entre o(a) educador(a) e o(a) educando(a).

 

Ciclo de diálogos na PUC-SP procura encontrar o lugar do Povo Soberano no Brasil de 2017

E-mail Imprimir

O primeiro encontro do Ciclo de Diálogos: O Lugar do Povo Soberano, realizado na última segunda (09) no TUCA, reuniu Fábio Konder Comparato, Daniel Munduruku e Crislei Custódio para falar de Ética.

Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição. (Art. 1º, parágrafo único, Constituição Federal de 1988).

O Povo Soberano é, ou deveria ser, a principal instância de Poder de um Estado-Nação. Será que hoje, no Brasil de 2017, esse poder está sendo exercido? E de que maneira? Mais: será que algum dia, desde 22 de abril de 1500, quando os povos originários desta porção da América do Sul encontraram pela primeira vez os colonizadores portugueses, o Povo Soberano do Brasil conseguiu exercer seu poder natural?

Essas perguntas são algumas das premissas do Ciclo de Diálogos: O Lugar do Povo Soberano (https://www.facebook.com/events/352896398488991/), evento realizado pela Escola de Governo de São Paulo, entidade da sociedade civil criada em 1991 por Fábio Konder Comparato e outros juristas, intelectuais e gestores públicos com o objetivo de formar os cidadãos brasileiros para exercerem seu poder e sua participação na democracia. Serão cinco encontros, realizados na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), que co-organiza o Ciclo, patrocinado pelo IREE (Instituto para Reforma da Relação entre Estado e Empresa).

O primeiro encontro aconteceu na noite desta segunda-feira (11) no TUCA – Teatro da PUC-SP, no bairro paulistano de Perdizes. Os debatedores, ou “dialogadores”, convidados para falar sobre a Ética — um dos pilares da Escola de Governo, junto a República, Direitos Humanos, Democracia e Desenvolvimento, outros temas do Ciclo de Debates — foram o fundador da Escola de Governo, Fábio Konder Comparato, referência da luta pelos Direitos Humanos no Brasil e professor emérito da Faculdade de Direito da USP; o antropólogo, educador e escritor Daniel Munduruku, um dos mais destacados intelectuais indígenas do Brasil, e a educadora e professora da Faculdade de Educação da USP Crislei de Oliveira Custódio, especialista na obra da filósofa alemã Hannah Arendt. A mediação ficou a cargo do desembargador do TJ-SP e pró-reitor de Cultura e Relações Comunitárias da PUC-SP Antônio Carlos Malheiros.

 

Participe da campanha pela aprovação da PEC do Plano de Metas!

E-mail Imprimir

Abaixo-assinado da campanha segue recebendo adesões. Clique aqui, assine e compartilhe!

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que institui a obrigatoriedade de elaboração do Plano de Metas para prefeitos, governadores e presidente da República, está pronta para ser apreciada e votada em plenário.

Neste momento, é fundamental a mobilização de todos. O objetivo é sensibilizar os deputados e lideranças partidárias para que a proposta seja efetivamente aprovada, de forma a estar em vigência nas eleições de 2018.

Para facilitar, a Rede Nossa São Paulo e o Programa Cidades Sustentáveis estão divulgando uma proposta de texto para ser encaminhada aos deputados federais e líderes partidários.

Proposta de texto:

"Excelentíssimos(as) Senhores(as) Deputados(as)

Gostaríamos de contar com o vosso apoio para que a PEC do Plano de Metas seja aprovada o mais breve possível pelo Congresso Nacional.

Considerando que o substitutivo da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 52/11 e 10/11, que estabelece a obrigatoriedade do Programa de Metas para os governos federal, estaduais e municipais, encontra-se pronto para votação em plenário, solicitamos o apoio de V. Exa. para aprovação imediata da matéria, para que a mesma possa ter vigência nas eleições de 2018.

Neste momento que vivemos no país, é muito importante a busca de ações e mecanismos que fortaleçam a democracia e reestabeleçam a confiança e a aproximação entre a sociedade e a classe política. Entendemos que a Proposta de Emenda à Constituição - PEC das Metas trata exatamente desses processos e pode se configurar como uma agenda positiva para a sociedade e o país.

 

Importante

Sugestões para o Site
Compartilhe suas sugestões para melhorarmos o site da Escola de Governo.

Campanhas






Calendário de Atividades

loader

Enquete

Considerando-se que, no Brasil, o povo é o soberano e a Constituição Federal é a lei maior, você acredita que seria mais democrático se todos os Projetos de Emenda Constitucional (PECs) fossem obrigados a passar por REFERENDO antes de entrar em vigor?
 

Visitantes Online

Nós temos 231 visitantes online